Loading

Por conhecimento entende-se uma informação comprovada por estudo ou experiência. Uma instrução estabelecida e transmitida com o passar do tempo.
Com essa simples descrição é possível entendermos muito mais a respeito da própria dupla 80e8 do que meramente a obra apresentada nessa exposição. Afinal de contas, conhecimento exige dois atores básicos: o sujeito capaz de adquirir o conhecimento; e o objeto que se faz conhecido.
Aqui o primeiro elemento é o designer, no caso os designers- Antonia Almeida e Fabio Esteves. Ambos nascidos em 1988 e que se conheceram durante o curso de Desenho Industrial na FAAP.
Da afinidade nos estudos surgiu uma parceria criativa em que justamente a experimentação é o fio condutor de todo o processo. O resultado adquirido em cada projeto é fruto muito maior de uma pesquisa desenvolvida do que uma busca formal ou funcional. Materiais não convencionais são usados não como recurso estético, mas como materialização de conceitos e desejos mais abrangentes.
Essa metodologia adotada altera profundamente a relação entre homem e objeto em seus trabalhos se comparados ao design convencional, pois cada estudo gera resultados que exigem diferentes abordagens ergonômicas. É aqui que a obra em questão – o Banco do Conhecimento, se torna um bom exemplo.
Nele, o objeto da equação, fatores como atrito, carga e tensão são conceitos absolutos que ditam seu comportamento. Mas é claro que cada indivíduo terá sua própria experiência em função de suas próprias características, como peso, altura e emocional, acarretando em opiniões distintas. Justamente aí reside a força do trabalho – capaz de aliar fatos e opiniões, aproximar a experiência real da sensorial.
“O conhecimento como sustento do homem”. Assim Antonia e Fabio explicam a peça, na qual dois livros alinhados folha a folha, sem cola ou qualquer outro adesivo, formam o assento do banco, completo por cabos de aço que distribuem as forças para a estrutura metálica.
Por tal afirmação conclui-se que o objetivo e o objeto se encontraram, não só no campo físico, ou literal, como no filosófico, pois foi Platão quem afirmou que só podemos alcançar o real conhecimento pelo pensamento reflexivo. Justamente aí reside a força da obra – no tipo de reflexão que o trabalho da 80e8 é capaz de gerar.

Bruno Simões, 2016.

Error: Please check your entries!